5 de mai de 2010

MEU POETA MAIOR....



Mario de Miranda Quintana, assim mesmo - sem acentuação - como gostava de frisar, nasceu em 30.07.1906 em Alegrete (RS) e morreu em Porto Alegre em 05.05.1994.

Filho do farmacêutico Celso de Oliveira Quintana e de Virgínia de Miranda Quintana, trabalhou com o pai na manipulação de medicamentos o que o fez trazer para seus poemas a noção de medida exata.

Foi jornalista a vida inteira, escritor e poeta da segunda geração do Movimento Modernista, autor de livros e poesias para crianças. Traduziu cerca de 130 livros, entre eles obras de Charles Morgan, Virginia Woolf, Rosamund Lehman, Proust, Aldous Huxley, Balzac, Giovanni Papini, Joseph Conrad, Lin Yutang, Marcel Proust, Merimée, Somerset Maughan e Voltaire.

Estudou no Colégio Militar de Porto Alegre entre 1919 e 1924 e colaborou na revista Hyloa, editada pelos alunos.

O primeiro trabalho fora de casa foi cuidar da seção de literatura estrangeira da LIvraria Globo.

A família Quintana, totalmente francófila, enquanto conspirava contra o governo só falava francês para despistar os empregados. Mario alistou-se como voluntário do Sétimo Batalhão de Caçadores de Porto Alegre, em 1930, na tomada de governo por Getúlio Vargas. Também ele amarrou cavalo no Obelisco e morou no Rio durante seis meses.

Depois, voltou para Porto Alegre e de lá nunca mais saiu.


Escreveu Quintana:

"Amigos não consultem os relógios quando um dia me for de vossas vidas... Porque o tempo é uma invenção da morte: não o conhece a vida - a verdadeira - em que basta um momento de poesia para nos dar a eternidade inteira"
.

E, brincando com a morte: "A morte é a libertação total: a morte é quando a gente pode, afinal, estar deitado de sapatos".


- The most amazing videos are a click away



19 comentários:

Majoli disse...

Mário Quintana realmente é um poeta incomparável, eu o adoro.

Minha querida amiga, dê uma chegadinha lá no Rabiscos, hoje está rolando uma festa com direito a bolo, champagne e tudo o que se tem direito.
É a comemoração do primeiro ano de vida do meu blog, vou adorar te receber.

Beijos no ♥.

Te espero lá.

J. Araújo disse...

Loira, passei por aqui e do seu blog todo elaborado.

Bj

Nanda Nascimento disse...

Olá,

Vim conhecer seu espaço e gostei, ainda mais lendo um post de um escritor que eu tanto admiro.

Beijos e flores!

Chica disse...

Ele é maravilhoso mesmo!Todos o adoramos!beijos,chica

Felina Mulher disse...

Adoro o velho Quintana...que leveza pra falar da morte!

Um beijo Loira.

Wanderley Elian Lima disse...

Mario Quintana, é realmente uns dos maiores poetas de todos os tempos. Seus poemas nos encanta a todos e sua sensibilidade é algo extraordinário.
Beijos

Sonhadora disse...

Minha querida
Adoro a poesia de Mário Quintana...muito bom o teu texto.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Pelos caminhos da vida. disse...

Meu blog está na semi-final, obrigada amiga.

beijooo.

Que lugar gostoso é esse em que vc está na foto amiga?

Pelos caminhos da vida. disse...

Olhe que eu acabo aceitando o convite pra ir a praia hem.
Obrigada amiga.

beijooo.

Lady disse...

Boa noite querida!
Mario Quintana, é um dos maiores poetas de todos os tempos.
Sua sensibilidade é extraordinária.
Tenha uma ótima noite.
Bjs

Sônia Silvino disse...

Escolher Quintana demonstra o teu bom gosto, amiga! Ele é demais!!!
Bjkas, linda!

Ricardo Calmon disse...

Olá Loira Rita,bem que te avisei,que parte fazer de campos meus de girassois,nos torna anjos e poetas,blog teu,entre campos de poesias,em semana essa dedicada,às Marias,fundamenta essa magia do viver,entre as Marias,um beijo,Maria, como se fosse,luz e estrelas ,no céu de vida tua .
Huhuu até poeta virei,para ternura te inocular!

viva la vida

smaackkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

M@ria disse...

Mês de Maio, mês das Rosas
Foi em Maio que eu nasci
Aquelas rosas cheirosas
Que eu comprava para ti

Que eu comprava para ti
Até ficava vaidosa
No mês de Maio eu nasci
E não tenho nome de rosa

E não tenho nome de rosa
Nem de qualquer outra flor
Se o meu nome fosse Rosa
Era a rosa do meu amor

Era a rosa do meu amor
Queria-o sempre ao pé de mim
Se eu fosse uma flor
A minha casa era um jardim

D.A

Beijos perfumados neste dia! M@ria

Sandra Botelho disse...

Mario Quintana em seu blog ganha ainda mais brilho...
Bjos achocolatados

Cadinho RoCo disse...

Mário Quintana: eternamente lindo.
Cadinho RoCo

Pérola disse...

Amei a sua postagem,culta e fala de uma pessoa extraordinária.
Parabéns pelo bom gosto.
Beijokas loirona linda.

Efigênia Coutinho disse...

Hoje venho agradecer sua visita, sua mensagem, de desejar a você um
FELIZ DIA DAS MÃES

Pois ou temos,ou tivemos ou somos Mãe.

Efigênia Coutinho
in New York

Pelos caminhos da vida. disse...

Um gde abraço amiga.

beijooo.

Blue disse...

Quintana e seus quintanares!
Pois eu o encontrava nas ruas de Porto Alegre na década de 70, andando ao redor da praça da Alfândega. Na época, eu com meus menos de 20 anos, não sabia do seu valor. A se pudesse encontra-lo hoje!

Beijossss

É UMA HONRA RECEBE-LO AQUI !